NOTICIAS

Projeto de plantio de Castanheira ganha força

   05/01/2018
Fonte: Agecom   

Recursos da ordem de R$ 250 mil, oriundos de emenda parlamentar, serão aplicados no Viveiro Municipal

 

 

Mabel de Fátima Melanezi Almici, Simone Schaffel Nogueira e Gilmar Polo são moradores de Castanheira, no noroeste de Mato Grosso. A primeira é prefeita da cidade, a segunda vereadora e o último, empresário. Ativos na sociedade local, começaram a alimentar o desejo de contribuírem para a recuperação das áreas degradadas da região. Como a planta que dá nome ao município hoje é um elemento raro, concluíram que seria interessante resgatá-la como um meio de produção, não apenas por sua simbologia, mas pela possibilidade de oferecer aos pequenos produtores mais uma alternativa de renda.

 

 

Cônscias de que não se vive apenas de sonhos, Mabel e Simone, numa linha de frente, resolveram ir à luta. Os resultados já começam a surgir, com a chegada de uma primeira remessa de mudas, provenientes do Estado de Rondônia. Como os plantios para fins comerciais ou reflorestamento precisam de um viveiro, onde sementes selecionadas entram num processo que começa com a germinação dez dias após a semeadura, podendo se estender até cinco meses, o Viveiro Municipal está sendo revitalizado.

 

 

Na próxima quarta-feira, em Cuiabá, a chefe do executivo castanheirense assina convênio na Caixa Econômica Federal visando dar ao conhecido espaço, estabelecido no entorno do Casulo, condições de plantio de mudas que já foram solicitadas por vários parceiros interessados na produção. Os recursos, da ordem de R$ 250 mil, originam-se de uma emenda parlamentar destinada ao município. Animada com os resultados das primeiras iniciativas, Mabel e um grupo de parceiros marcaram presença nesta sexta-feira, 05, na entrada da cidade, onde aconteceu uma  cerimônia simbólica visando dar visibilidade ao projeto (cf. fotos). Na oportunidade, algumas crianças, adolescentes e jovens abraçaram o símbolo da cidade, uma castanheira gigante que remonta aos tempos em que centenas de árvores da mesma espécime existiam na região.

 

 

Segundo Mabel, cada interessado no projeto de produção de castanheiras receberá inicialmente um montante de 100 mudas, suficientes para serem plantadas no espaço de uma hectare. “Depois de um ano e meio cada produtor já poderá inserir pastagem para gado nesses espaços e em oito anos os primeiros frutos da castanheira já começam a ser colhidos”, destaca. Ao longo de todo o processo, haverá assistência permanente da Secretaria de Agricultura do município e da EMPAER.

 

 

Atuando em outra frente, já pensando na linha de produção, o empresário Gilmar Polo, que tem patrocinado algumas iniciativas, entre elas um programa de divulgação do projeto, estabelecerá uma beneficiadora no município. O objetivo é atrair interessados num produto bastante procurado especialmente no mercado europeu, pois suas partes são usadas em várias aplicações. Seu principal produto, a amêndoa, é um alimento rico em proteínas, lipídios e vitaminas, consumida in natura ou usada para extração de óleo.

 

 

Outros usos

 

A castanheira e suas partes também produzem um leite, com grande valor culinário. A madeira possui boas propriedades, sendo indicada para reflorestamento e empregada na construção civil e naval. Seu óleo é utilizado na indústria de cosméticos, especialmente na fabricação de produtos para tratamento capilar como cremes, loções, xampus, condicionadores, sabonetes, entre outros. 

 

Menu

Webmail
Fotos de Castanheira