NOTÍCIA

Farinheira do Vale do Seringal se consolida

DATA: Sexta-feira, 15/06/2018 23:13
FONTE: Vivaldo S. Melo

A semana (9 a 16 de junho) se encerra com uma atividade que atesta o desenvolvimento de um projeto inovador na Comunidade São Lourenço, no Vale do Seringal, IV Setor. O SEBRAE, em parceria com a Prefeitura Municipal – através da Secretaria de Agricultura - SENAI e a Associação de Mulheres Unidas de Castanheira (AMUC), realizou um trabalho de consultoria na Farinheira existente no local, que começa a entrar na fase mais desejada por sua idealizadora, a vereadora Lurdinha Doceira, a fase de produção.

As raízes mais remotas deste projeto, que visa agregar valores aos produtores de mandioca, estão no ano de 2014. E não começou com a farinheira, mas com um curso de como preparar produtos de limpeza. A mobilização da comunidade resultou na criação da AMUC, dirigida por Lurdinha, e no surgimento de um novo modelo de produção, focado na farinha de mandioca. A notícia da existência de uma farinheira montada e desativada em outro município do Estado, produziu um debate sobre a possibilidade de implantação de um projeto em Castanheira.

Quando ocupou provisoriamente a vaga da vereadora Merciane, Lurdinha, sua suplente, buscou trazer o empreendimento a Castanheira, tendo conseguido o apoio da Prefeitura Municipal e SEAF-MT.  O governo municipal, entre outras medidas, realizou reparos nas máquinas, que pelo tempo de desativação careciam desta intervenção. No processo do início de produção o SEBRAE e o SENAI de Juína tiveram um papel importante, desenvolvendo o design das embalagens, assessoria e informações nutricionais, entre outras medidas.  

O trabalho de consultoria realizado nesta semana, faz parte da etapa de consolidação da farinheira, que tem como um dos maiores empecilhos, segundo a direção da AMUC, a falta de transporte da matéria prima (mandioca) das propriedades até a farinheira.



MAIS NOTÍCIAS