NOTÍCIA

COVID 19: Os novos números em Castanheira

DATA: Terça-feira, 28/07/2020 21:00
FONTE: www.castanheiranews.com.br

O coronavírus tem avançado em Castanheira. Com isto, a Secretaria Municipal de Saúde reforça a importância de todos os segmentos da sociedade observarem os cuidados recomendados nos vários decretos assinados pela prefeita Mabel de Fátima Melanezi Almici, sempre embasados em critérios definidos em protocolo sobre pandemias no mundo.

Num cenário onde ainda se travam grandes discussões sobre eficácia de remédios e aguarda-se com expectativa as primeiras vacinas que combatam realmente de forma eficaz o mal, há unanimidade sobre a relevância de ações comuns no dia a dia, como o lavar constante das mãos, o uso de álcool em gel, o distanciamento entre pessoas, o uso de máscara fácil e a importância das pessoas do chamado grupo de risco permanecerem em casa, entre outros.

No dia a dia das relações entre pessoas e serviços, mesmo que as primeiras não levem a sério as orientações, as instituições comerciais de serviços essências e não essenciais devem fazer a sua parte.  Um cliente que insista em entrar sem o uso da máscara facial, por exemplo, em qualquer estabelecimento, precisa ser abordado. No local, é preciso que sejam observadas todas as normas de segurança, como distanciamento entre pessoas (1,5 metro) e entre mesas (2 metros) no caso de lanchonetes, restaurantes, sorveterias, espetinhos, pontos de lanches, etc. e de higiene.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, entre o boletim publicado no último dia 23 e o publicado nesta terça, houve a confirmação de mais 6 casos, passando de 33 para 39, mantendo uma tendência de elevação. Aguardavam resultado 21 casos, agora são 28. Os demais parâmetros são positivos, no confronto dos números: os casos descartados eram 41, agora são 48; os curados eram 24, agora são 32; em monitoramento estavam 48 pessoas, agora são 24.

O grupo de risco

O grupo de maior risco é composto por idosos de 60 anos ou mais, mulheres grávidas e puérperas e pessoas com doenças pré-existentes, como: asma, diabetes, hipertensão, doenças cardíacas e com histórico de AVC ou câncer.

Os Sintomas

A COVID-19 afeta diferentes pessoas de diferentes maneiras. A maioria das pessoas infectadas apresentará sintomas leves a moderados da doença e não precisarão ser hospitalizadas.

Sintomas mais comuns:

febre

tosse seca

cansaço

Sintomas menos comuns:

 dores e desconfortos

dor de garganta

diarreia

conjuntivite

dor de cabeça

perda de paladar ou olfato

erupção cutânea ou descoloração dos dedos das mãos ou dos pés


MAIS NOTÍCIAS